Pesquisar neste blog

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Setlist do Bando





       Tem campeonato para tudo. Quem come mais cachorro-quente, quem come mais ovos, quem come mais cachorro-quente com ovos, quem bebe mais, lançamento de anão, lançamento de cuspe, rolamento de queijo e por aí vai, a lista dos campeonatos bizarros é longa. Bizarros mas oficiais, valendo premiações e publicação no livro dos recordes. Boa memória também é tema de campeonato, como conta o jornalista americano Joshua Foer, de 28 anos, no livro A arte e a ciência de memorizar tudo: memórias de um campeão de memória (Nova Fronteira). Joshua foi cobrir o Campeonato Americano de Memorização e ao entrevistar os concorrentes recebia de todos a mesma resposta: qualquer um pode fazer isso (ser um craque em memorização). Joshua, então, resolveu seguir as dicas dos melhores no assunto, tornando-se ele mesmo um campeão na competição, dois anos depois.
       A história do Bando, contada aqui no blog, está cheia de detalhes que surpreendeu até meus colegas de banda da época. Incrivelmente, está tudo bem nítido na minha memória, como se fosse ontem, e não há mais de 22 anos atrás. Como até eu mesmo fiquei um pouco surpreendido com essa façanha de minhas lembranças (logo eu, que vivo esquecendo a chave, carteira, celular), resolvi me desafiar a lembrar do repertório tocado naquela noite. Certamente esqueci algumas músicas, mas arrisco dizer que foram bem poucas. Eis o repertório do show do Bando em 1989, e se esqueci de uma ou outra, certamente o Quevedo, o Dilson e o pessoal da banda poderão completar o setlist.

Time – Pink Floyd (foi a abertura, podem apostar);
Sultans of Swing – Dire Straits;
Samba pa ti – Santana;
Metamorfose Ambulante – Raul Seixas;
Trem das Sete– Raul Seixas;
Sociedade Alternativa – Raul Seixas (essa nós tocamos sem ensaiar, foi um pedido da platéia);
The Mans Too Strong – Dire Straits;
Estou Amando Uma Mulher – Os Cascavelettes (dá-lhe, Quevedo);
Variações Sobre Um Mesmo Tema – Engenheiros do Hawaii;
Jardim das Acácias – Zé Ramalho;
Será – Legião Urbana;
Por Quem os Sinos Dobram – Raul Seixas;
Wish You Were Here – Pink Floyd; e…

Ok! Eu jamais ganharia um campeonato de memorização pois, com certeza, faltam algumas canções aí. Mas, como eu disse antes, bem poucas.








Nenhum comentário:

Postar um comentário