Pesquisar neste blog

terça-feira, 10 de março de 2015

Rain Man



Lembrei de quando era criança, da casa da 

praia, dos meus primos brincando, do Poisé - 

nosso vira-lata – sempre sujo de óleo porque 

gostava de dormir sob os carros. Lembrei dos

 jogos de futebol com a bola de couro 

encharcada, as goleiras de Havaianas, os 

gritos de foi falta e os berros de foi gol. 

Lembrei da minha mãe exclamando meu filho, 

vem 

pra dentro, olha o resfriado. Recordei com 

saudade do cheirinho que vinha da cozinha, 

café fresco e bolo no forno. Senti novamente

 o prazer de um banho de calha, a cascata 

chicoteando as costas, fazendo massagem. 

Legal era vir correndo, se jogar de peito na

grama e sair deslizando pela água empoçada.

 Banho de chuva!

Google Imagens


Todas essas imagens me vieram à lembrança

 nestes quinze minutos de caminhada pela 

BR 470 sob torrencial e refrescante 

borrasca. 

Revi o sorriso dos meus irmãos e primos; a 

felicidade zangada de nossas mães e tias; a 

alegria de nossos avós por ver a família 

reunida. Quinze minutos caminhando na chuva.



Não é tão divertido quando se está usando

 óculos, calça jeans, sapatos e a caminho do 

trabalho.

Google Imagens

Nenhum comentário:

Postar um comentário